Veredicto

Após um exercício de busca, contagem, expurgação e sei lá mais o quê, cheguei à contagem dos projectos que permanecem na calha:

wpid-veredicto-2014-06-14-09-15.jpg

Alguns destes projectos estão praticamente terminados:
– um cachecol que só precisa de blocking;
um casaco de bebé que precisa de botões e de refazer o remate de uma manga;
– uma mitt a que falta o polegar;
– dois pares de meias que já não são novos e estão só a ser reparados.

Outros projectos estão bastante avançados, para lá dos 50%. Mas muitos estão mesmo no início.

Como me conheço, sei que não vou resistir a começar coisas novas. Aliás tenho uma queue bastante longa. Assim decidi que, no estado actual das coisas, vou-me permitir chegar aos 48 projectos. O meu objectivo mais próximo será o de reduzir este limite máximo para os 36, depois para 24 e por fim para 12.
Vamos ver em que ponto nos encontramos no fim do Verão.

Nos próximos dias falarei aqui de cada um dos projectos que constam desta lista.

Anúncios

Está na hora de fazer contas

Todos os meus projectos estão parados. E como são muitos a quantidade de WIPs é quase angustiante. Se fossem projectos que não me interessassem, facilmente os desmancharia, mas a verdade é que quero acabar a maior parte deles.
Assim sendo, urge fazer um plano. Primeiro vou revirar todos os esconderijos e pôr à luz do dia tudo o que está começado. Depois vou olhar com olhos de ver e decidir se há alguns para abater. Sei desde já que há. Depois vou organizá-los por ordem de execução para os ir terminando aos poucos.
Como este fim de semana é longo para nós lisboetas, vou dedicar-me à primeira fase.
Entretanto, deixo aqui uma fotografia dos meus dois últimos FOs.
A primeira foto é de um par de meias feita com a linha DROPS Fabel Print na cor 911.
wpid-self-patterning-2014-06-13-07-29.jpg

O outro projecto é o modelo Brickless da Martine Behm. Está feito em Malabrigo Rios na cor Zarzamora.

wpid-brickless-2014-06-13-07-29.jpg
Ainda não fiz o blocking deste cachecol porque não sei onde vou ter espaço para isso. Nem sequer consigo tirar uma fotografia por inteiro! Só de helicóptero, com certeza.