Dia 78: susto

Há duas noites que praticamente não durmo. Hoje depois do almoço adormeci e acordei duas horas depois. Como sempre que durmo à tarde, acordei totalmente desorientada.

A confusão é tanta que inicialmente nem sei quem sou. Depois vem o onde e, pior que tudo, o quando.

Como amanhã tenho que sair às 6:30, a preocupação com as horas fez com que apanhasse um susto enorme: a luz do dia era indicadora dum atraso brutal.

Depois de me recompor, adormeci de novo por uns cinco minutos e toda esta cena se repetiu.

É por isso que detesto dormir à tarde.

Anúncios

Dia 77: Um dia destes

Um dia destes hei-de ir ao cabeleireiro. Mas não foi hoje.

Quando era pequena vinham cortar-me o cabelo a casa. Depois comecei a ir ao cabeleireiro. Adorava ver às transformações nas outras pessoas. Mas a minha mãe preocupava-se imenso porque os sprays faziam-me muito mal. A minha traqueia dava pinotes. Mais tarde passei a ver mal e deixei de conseguir ver as outras pessoas. Deixou mesmo de ser atraente.

E depois há o tempo que se perde.

Um dia destes hei-de lá voltar. Mas não foi hoje.

Já disse aqui que o calor dá cabo de mim. A começar por cima. Derrete totalmente o que está dentro do crânio.

E foi assim que hoje cheguei a casa cheia de calor, peguei numa tesoura e snip, snip, snip.

Eu também não gosto de cabelos muito certinhos.

Dia 76: Calor

Infelizmente dou-me muito mal com o calor. As minhas pernas incham e doem; a tensão arterial desce e eu fico cheia de sono e sem energia. Quando esta disposição acontece num dia de descanso em que queria estar a fazer uma data de coisas, fico de muito mau humor.

Se há coisa que me custa é ver o meu tempo livre, que já de si é pouco, escoar-se de uma forma estúpida.

Tudo isto para dizer que hoje não foi dos melhores dias. Quase não fiz nada. Trabalhei um pouco no Adelphe e decidi que vai ser este o projecto em que me vou focar na semana 1 de verão.

Deixo aqui uma fotografia, um bocado escura, do meu progresso.

Dia 75: o décimo

O décimo projecto surgiu assim de repente. Tenho andado a namorar as minhas revistas Rowan de verão. São sempre cheias de modelos, muitos dos quais eu gosto.

A revista número 57 têm vários modelos giros e eu não resisti a começar um top novo, o Adelphe.

Estou a fazer o tamanho mais pequeno porque os tamanhos da Rowan tendem a ser grandes. Além disso eu alargo sempre o ponto. Mesmo que a tensão seja exacta no início, depois vai-se alterando.

As agulhas que estou a usar são de 2,5mm e 3,0mm.

O fio é o Rowan Summerlite 4 ply na cor High Tide.

Há uns anos comprei 4 novelos desta cor e mais quatro de um rosa forte, precisamente para fazer tops deste género. Estou a gostar bastante do fio. Até acho que vou usar a outra cor num outro top, assim que acabar este.

E assim já tenho 10/12 modelos a fazer no verão.

Dia 74: os 12 projectos

Estou a olhar para a lista de casacos e camisolas que tenho em mãos e que pretendo acabar. Isto porque quero escolher os 12 projectos de que falei ontem.

Eu deveria ter dito 12 casacos/camisolas. Porque há muitos outros projectos, como os xailes e outros acessórios que neste momento foram relegados para segundo plano mas que pretendo continuar.

Neste momento tenho em mãos 15 casacos/camisolas (haverá uma palavra portuguesa para garments?) com fios de verão e 16 com fios de inverno.

Destes vou escolher 9 porque com certeza irei querer fazer alguns novos.

Como o nosso outono é bastante quente, eu vou dar primazia aos projectos com fios frescos e guardo os quentes para fazer nas 12 semanas de outono.

Um dos projectos é o Daisy, mas não vou contar com ele porque só falta rematar as pontas e colocar os botões. Outro é o Anaïs ao qual só faltam os botões. Estes dois vou acabar neste fim de semana. E o Aileas também não conta porque só faltam os botões.

Assim sendo, este é o meu primeiro rascunho dos projectos a acabar nestas 12 semanas:

  • Ishnana
  • Insouciant
  • Tegna
  • Fake Yume
  • Short-Sleeved Striped Cotton Sweater
  • Simple Cardigan
  • Fresh
  • Angie
  • Riley

Pronto, estes são os 9 eleitos hoje, ordenados aleatoriamente. Guardo o direito de alterar a minha escolha.

Ficaram de fora o Joy, o Ribby Cardi, o Basic Cardigan: Two Ways (Zipper and Buttons) e o Summer. Com o Daisy e o Anaïs prefazem os 15 garments de verão.

Hoje não ponho links porque são demasiados projectos. Faço-o à medida que for dando notícias de cada um.

Dia 73: Planos

De hoje a uma semana começa o verão. Isto significa que na segunda-feira é a semana 1 do verão. Está na altura de planear as próximas 12 semanas. Eu planeio 12 semanas. A 13.ª é para rever, acertar ponteiros e planear a estação seguinte.

Em relação ao tricot, gostava de acabar 12 projectos, um por semana. Ou, pelo menos, vou dedicar-me a um projecto por semana.

Também quero ler ou ouvir um livro por semana, no mínimo.

Quero ver um filme por semana.

E finalmente quero fazer os exercícios do livro The Artist’s Way, que estão também divididos em 12 semanas.

É um plano ambicioso mas se não fosse seria demasiado aborrecido.

Dia 72: Santo António

Hoje soube-me bem descansar. Ficar em casa é sempre bom para mim.

Como estou com o braço magoado, a dar sinais de tendinite, fui espaçando o tricot com outros afazeres: lavei o chão da cozinha, fui às compras, lavei e sequei roupa.

Entre umas coisas e outras, tricotei no Lotta. Enquanto tricotava, terminei de ver a primeira temporada da série Grimm. Ouvi também dois audiobooks: comecei a ouvir o Sherlock Holmes, narrado pelo Stephen Fry, o que é uma perfeita maravilha e continuei a ouvir A Court of Wings and Ruin, o terceiro livro de uma trilogia da autora Sarah J. Mass.

Livros, filmes, tricot e descanso, com um passeio pelo meio, fazem um dia muito bom. Viva o Sto. António!