Dia 23: Meias

Para quem como eu tem sempre os pés gelados, não há nada melhor do que meias tricotadas à mão com um bom fio de lã.

Foi o remédio santo para as minhas frieiras. Chegava a ter 4 ou 5 por dedo.

E é tão bom tricotar meias. Uma meada ou novelo de 100gr e umas agulhas fininhas. É tudo o que é necessário.

As minhas favoritas são as sólidas ou semisólidas, com um padrão mais elaborado. Porque as lisas aborrecem-me. Mas também podem ser divertidas quando a progressão das cores forma um padrão interessante ou riscas coloridas. Viva às meias!

Anúncios

Dia 22: Asneira

No gabinete onde trabalho há um prato com rebuçados. De vez em quando as pessoas passam e tiram um. Ontem misteriosamente desapareceram todos os rebuçados de limão e laranja. Houve uma pessoa que entre ontem e hoje os comeu todos.

Fui eu!! E depois comi batatas fritas, ontem e hoje!

E assim foi que disparatei. Perdido por um, perdido por mil.

Agora, claro, dói-me a cabeça. Não é tão mau como com o glúten, mas é o suficiente para prometer aqui publicamente que só volto a tocar em açúcar no meu dia de anos, que é lá para meio do verão.

 

Dia 21: 0

Como é que consigo, ao fim de 20 dias consecutivos, esquecer-me de escrever as míseras 100 palavras. Só quando chega a hora de ir para a cama é que me lembro.

Hoje cheguei tarde a casa. O calor e o cansaço fizeram com que nem conseguissde jantar. Assim tomei um banho que lavou a pegagice do dia e ia-me sentar a tricotar um pouco quando me lembrei que não tinha escrito. Hmm… Pegagice é uma palavra?

Ontem foi o primeiro dia em muitos anos em que não tricotei. É verdade. Levei a tarde toda de volta do podcast. A filmagem não correu muito bem. E puf! O dia foi-se. Falei de tricot, mostrei coisas relacionadas com o tricot, mas não tricotei.

 

Dia 20: hoje é dia de podcast (ep. 52)

Hoje fiz de novo batota. Não sei quantas palavras escrevi, mas este conta como post para o projecto dos 100 dias.

Onde me encontram

Modelos

Fios

  • Elis da Lopo Xavier
  • Eva da Posh Yarns

Publicações

Lojas

Dia 19: z z z…

Hoje o dia foi longo. São neste momento 0:36 e ia-me deitar quando me apercebi que me tinha esquecido de escrever. E, por isso, aqui estou.

Desde manhã que não parei: aspirei, limpei o pó, lavei e sequei roupa, fui ao meu encontro de tricot dos sábados e à noite estive num encontro de tricot virtual com gente de todo o mundo.

Aproveitei o encontro virtual para tricotar o pano da semana e rematar os últimos quatro. Estou em dia.

O encontro foi interessante. Bastante gente de sítios diversos. Mas a certa altura comecei a adormecer. Tive que me despedir. Agora vou colocar isto no blog e vou dormir. Amanhã há mais.

 

Dia 18: WIPs frescos (não, não é isso)

Hoje estive a fazer a lista dos meus WIPs de verão. É que este calor já me dá vontade de tricotar coisas mais frescas.

Embora pretenda continuar com o meu desafio da Laine 4, e queira fazer vários outros projectos das outras revistas e livros que aqui tenho, vou intercalando com os meus WIPs mais frescos.

Neste momento tenho estes começados:

  • Summer com fio Príncipe Real (Rosários 4);
  • Insouciant também com Príncipe Real;
  • Fresh com vários fios de algodão, mas o principal é DMC Natura Just Cotton;
  • Ribby Cardi com um algodão comprado há mais de 10 anos na Brancal;
  • Basic Cardigan Two Ways com Trama Rústica (Limol). Este era para o meu filho, mas assumi que o tamanho dele era o mesmo de há algum tempo. Grande erro. Acho que vai ficar para mim. Depois faço um para ele (ou dois ou três);
  • Short Sleeved Striped Cotton Sweater com vários algodões;
  • Simple Cardigan com Damasco Liso (Rosários 4).

Todos estes projectos estão começados e alguns até estão bem adiantados. Vou começar a desbastar estes WIPs, assim que acabar a Eri.

É que depois tenho mais alguns tops de verão que quero fazer.

 

Dia 17: mais uma rã

Esta camisola está assim desde 2009.

Comprei na altura um livro de que gosto imenso, A Fine Fleece, e decidi que ia fazer os modelos todos. Na altura até me juntei a um grupo no Ravelry onde várias pessoas se propuseram fazer o mesmo.

Eu encalhei logo no primeiro projecto. Fiz o corpo em dois ou três dias, mas depois vieram as mangas. Fiz meia.

Valha a verdade que o problema maior foi outro: descobri que não consigo suportar o mohair. É uma infelicidade porque é uma fibra boa. O fio é o Cocoon da Rowan, na cor Cloud. Adoro a cor. Mas tem 20% de kid mohair.

Frog pond.